HomeCemitério São JoséCemitério BadenfurtMemorial CrematórioForno crematório
17/01/2012
A MORTE E O MORRER
      Não podeis viver sem morrer. Isso não é um paradoxo inte-lectual. Para se viver completamente, totalmente, de modo que cada dia seja uma nova beleza, tem-se de morrer para todas as coisas de ontem, pois, do contrário, viveremos mecanicamente, e uma mente mecânica jamais saberá o que é o amor ou o que é a liberdade.

Em geral tememos a morte, porque não sabemos o que significa viver. Não sabemos viver, por isso não sabemos morrer. Enquanto tivermos medo da vida, teremos medo da morte. O homem que não teme a vida não teme a insegurança, porque compreende que, interiormente, psicologicamente, não existe segurança nenhuma.

Quando não há segurança, há um movimento infinito, e então a vida e a morte são uma só coisa. O homem que vive sem conflito, que vive com a beleza e o amor, não teme a morte.

Para descobrirdes o que realmente acontece quando se morre, tendes de morrer. Isso não é pilhéria. Tendes de morrer, não física-mente, mas psicologicamente, interiormente, morrer para as coisas que vos são caras e para as coisas que vos amarguram.

Se morrestes para cada um dos vossos prazeres, tanto os insigni-ficantes como os mais importantes, sem nenhuma compulsão ou dis-cussão, então sabereis o que significa morrer.

Jiddu Krishnamurti

Diácono Humberto do Nascimento

Rua São José, 419 - Centro - Blumenau - Santa Catarina - CEP 89010-220 - Telefone: 47 3322.3950
Rua São José, 419 - Centro - Blumenau - Santa Catarina - CEP 89010-220 - Telefone: 47 3322.3950