HomeCemitério São JoséCemitério BadenfurtMemorial CrematórioForno crematório

Despedida de Tânia Câmara Oliv
      Pensar em Taninha é pensar em alegria, em vitalidade, em alto astral!
 Pensar em Taninha é pensar numa mulher guerreira, que mergulhava fundo em busca dos objetivos que traçava para si. E, se por ventura, algo não desse certo, logo pensava em outra solução pela qual se dedicava com afinco. 
Os caminhos da vida nem sempre foram fáceis para ela, mas o desânimo nunca fora maior que a vontade de levantar-se e seguir em frente. 
E, assim, tão de repente o dia da partida chegou...
Ontem a família toda estava reunida, alegres, felizes: Seria a mão generosa de Jesus nos dando a oportunidade de deixarmos bem vivos na memória seu sorriso fácil, sua disposição em fazer da melhor maneira possível as coisas que eram necessárias?
Hoje há tanta tristeza!
 Sabemos que a partida é algo natural... De repente as pessoas se vão... mergulham no mar do infinito e aqui ficam apenas as marcas deixadas pela caminhada. Mas não podemos nos desesperar: Devemos lembrar que Maria, nossa Mãe Santíssima passou por tão dolorosa perda e entregou nas mãos de Deus todo o seu sofrimento e dor. Façamos com Maria! Pois é na fé em Deus, que vamos encontrar alento.
 Sabemos que o verdadeiro sentimento neste momento é a saudade antecipada... uma dor tão profunda e pesada que nem as lágrimas são capazes de amenizar.
 Fica a tristeza pelas palavras que não foram ditas, pelos braços que não se entrelaçaram mais uma vez. Mas são tantos os momentos de felicidade compartilhada, de sorrisos, de histórias vividas, contadas e recontadas... que a soma de tudo é um amor intenso e eterno! 
A morte é somente uma passagem: assustadora no primeiro momento... mas o tempo – senhor de todas as coisas e de todas as verdades - nos fará compreender tudo. E aí então, as lembranças nos farão rir. E as lágrimas que caírem serão pela emoção de se ter vivido tantas coisas boas juntos. Serão lágrimas de agradecimento por tanto cuidado, por tanto amor...
Como bem falou o mestre Chico Xavier “ a morte é a própria vida numa nova edição”
Siga em paz querida Taninha! Aqui a sua missão terminara... Que Deus te acolha!
Leve a certeza de nosso amor e gratidão... Leve a certeza de que estarás sempre viva em nossas lembranças e em nossos corações.
Tânia faleceu no dia 10/03/2013.

Texto por Suzi Mary Aguiar de Almeida




Rua São José, 419 - Centro - Blumenau - Santa Catarina - CEP 89010-220 - Telefone: 47 3322.3950
Rua São José, 419 - Centro - Blumenau - Santa Catarina - CEP 89010-220 - Telefone: 47 3322.3950